Este é um Blog de opinião e reflexão de todos e para todos!

06
Mai 10

 Depois do ataque especulativo que Portugal sofreu, o actual DESGOVERNO de Portugal, aproveitou para antecipar para já, uma série de medidas que estavam para ser aplicadas apenas em 2013.

 

Obviamente, que quem vai sofrer com esta anticipação são (como sempre) os do costume, ou seja, desempregados, o "trabalhador comum" e os funcionários públicos!

 

Como "Português comum" que sou, estou farto de pagar sempre pelos erros dos outros e por cada vez mais e com mais regularidade, que os politicos me roubem, roubem e roubem e nunca sejam punidos por tal acto!

 

Assim e depois de muito reflectir, penso que encontrei uma serie de medidas que talvez ajudem a que as contas do Estado, entrem nos eixos:

 

1.º - Mais apoio aos desempregados, pois, estes na sua maioria ( e ao contrario do que nos querem tentar convencer) querem trabalhar e por não o conseguirem, encontram-se numa situação fragilizada, quer ao nivel psicologico quer ao nivel economico;

 

2.º - Aumento de salários, principalmente dos mais baixos, para que a população tenha mais poder de compra, logo, mais qualidade de vida e por conseguinte um estimulo da economia nacional;

 

3.º - Extinção dos salários chorudos que os "gestores do Estado" (EDP, PT, GALP, CGD, Banco de Portugal, CP, etc...) . Cada um destes Gestores passa a receber mensalmente 1100 € liquidos ( e não se queixem, ja que, este valor está muito acima da media, para além de ser muito bom para aquilo que estes senhores produzem), passando a diferença salarial actual para esta a ser canalizada para a "conta do Estado";

 

4.º - Extinção dos prémios de objetivos cumpridos destes Gestores ( se cumprirem com os objectivos definidos no inicio de cada ano, os seus contratos de trabalho são renovados- é este o premio de desempenho - se não forem cumpridos, são despedidos como qualquer "Português comum");

 

5.º- Durante os próximos 25 anos ( e se mesmo assim não for suficiente, prolonga-se o prazo), todos os deputados, ministros e membros do Governo abdicam de TODAS as suas regalias e passam a auferir 75% (à semelhança do que vão fazer com  o subsidio de desemprego) do seu salario, sendo o diferencial dos actuais valores direcionado para os cofres do Estado;

 

6.º- Qualquer deputado deixa de ter direito à reforma (tacho) após 2 mandatos na Assembleia da República, passando a ter de estar na vida activa os mesmos anos que qualquer funcionário público tem de estar, tendo uma penalização semelhante à dos funcionarios publicos, caso pretendam reforma antecipada;

 

E muitas mais medidas tinha para apresentar neste post, mas, julgo que estas a serem implementadas são suficientes para indireitar as "contas do Estado"!

 

BASTA DE ROUBAR E IR AOS BOLSOS DOS MESMOS DE SEMPRE!! QUE PAGUE A CRISE QUEM É DE FACTO CULPADO DELA!!

publicado por LM às 21:34

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO